Como orar pelos muçulmanos que estão em quarentena durante o Ramadã


Este ano o Ramadã está sendo muito diferente para os muçulmanos de todo o mundo, com a pandemia de coronavírus ainda mantendo muitos países presos. O feriado de 30 dias de jejum e oração começou no dia 23 de abril.

No entanto, mesquitas não realizarão reuniões para as orações do Ramadã. Famílias e amigos não se reunirão para compartilhar refeições após o jejum diurno. Muitos locais sagrados que os muçulmanos visitariam durante o Ramadã estão fechados.

Um Ramadã Diferente

Este Ramadã será difícil e triste para muitos muçulmanos. Eles podem estar desesperadamente procurando por esperança e uma palavra de Allah, especialmente neste momento.

O que eles precisam é da esperança e encorajamento de Jesus Cristo.

Perry LaHaie, do ministério Frontiers USA , diz: “Eles estão pensando em seu futuro eterno. O Ramadã é uma das maneiras pelas quais eles ganham pontos, se quiserem, para ficar do lado bom de Alá.

Com a combinação do que é o Ramadã e também essa pandemia que domina o mundo e o medo que nos envolve, acho que os muçulmanos serão ainda mais abertos durante o Ramadã. Este poderia ser o Ramadã onde mais muçulmanos vêm a Jesus do que nunca.

É por isso que é especialmente importante neste ano que os cristãos orem para que os muçulmanos conheçam o Deus da Bíblia durante o Ramadã.

“Quando você ora pelo Ramadã, você faz parte de homens, mulheres, meninos e meninas muçulmanos que entrarão na família de Deus. É assim que a oração é poderosa.”

Para ajudá-lo, nós do Ore Pelo Mundo recomendamos o 30 Dias de Oração Pelo Mundo Muçulmano, um movimento global de oração pelos muçulmanos. Clique para baixar.

Este guia de oração fará com que você olhe através dos olhos de homens, mulheres e crianças muçulmanas e veja como é a vida através dos olhos deles. Isso lhe dará o coração de Deus por eles.

A história de Sunya

Suas orações pelo mundo muçulmano não são em vão. A Frontiers recebe histórias o tempo todo do campo missionário de Deus que se move nos corações e vidas dos muçulmanos, geralmente de maneiras milagrosas!

Essa é a história de Sunya. Como uma muçulmana devota em um país do Oriente Médio, Sunya fez tudo certo aos olhos de seus amigos e familiares. “Ela orava cinco vezes por dia, que é o que os muçulmanos devotos fazem. Ela ficou com o Ramadã. Ela sempre cobria a cabeça em público.

No entanto, quando uma amiga lhe deu um filme sobre Jesus, Sunya não fazia ideia de que sua vida estava prestes a mudar. Sunya estava familiarizada com a história de Jesus, o profeta, como contada no Alcorão, mas a história do filme era diferente. Foi a história de Jesus, o Salvador, que a amou e morreu na cruz por ela.

LaHaie diz: “Ela assistiu ao filme, pensou a respeito e isso a levou a uma crise de fé. Então, uma noite, ela clamou a Deus e apenas chorou: 'Senhor, você precisa me mostrar a verdade. Estou tão confusa.'

“Naquela noite, Jesus apareceu para ela em um sonho, o que acontece muito no mundo muçulmano. No sonho, Jesus estava estendendo as mãos e disse a Sunya: 'Eu sou o caminho, a verdade e a vida'. Foi o que levou Sunya a se tornar seguidora de Jesus. ”

Hoje, Sunya é perseguida por sua fé. Mas isso não a impediu de levar outros muçulmanos a Jesus Cristo.

Como Orar

Além de baixar o guia de oração pelo Ramadã de 30 dias, LaHaie oferece alguns pedidos pelos quais você pode orar agora.

  • Ore para que os muçulmanos tenham sonhos e visões de Jesus.
  • Ore para que as famílias muçulmanas sejam curiosas e leiam a Bíblia juntas.
  • Ore para que os trabalhadores da Frontiers encontrem “pessoas de paz” - muçulmanos espiritualmente abertos, líderes em suas comunidades e que convidarão outros muçulmanos a estudar a Bíblia com eles. Durante a pandemia, eles podem até hospedar estudos bíblicos virtuais.
  • Ore para que mais cristãos compartilhem o Evangelho com os muçulmanos.

Foto de cabeçalho: 30 dias (Jocum).
Créditos: Mission Network News.

Postar um comentário

0 Comentários